468 ANOS DE SÃO PAULO: AS MUDANÇAS NO COMÉRCIO E VAREJO ALTERAM O PERFIL DO CONSUMIDOR

skyline de São Paulo

 

Fonte: Varejo Brasil

Município possui o maior PIB do país, em grande parte por causa do varejo e das vendas realizadas pelo comércio e indústria local.

 

A maior cidade da América Latina completa 468 anos nesta terça-feira (25). São Paulo tornou-se uma cidade global, muito devido ao seu dinamismo econômico. Atualmente a população local já supera os 12 milhões de habitantes, segundo o IBGE. E, de acordo com a mesma instituiçãoo município possui o Produto Interno Bruno no valor de R$ 763,8 bilhões, representando 10,3% de todo o PIB nacional.

Somente o setor de serviços contribui com R$ 475 bilhões dessa receita, seguido pela indústria, com R$ 59 bilhões. Isso ajuda a impulsionar as vendas realizadas pelo varejo paulistano, que está em amplo crescimento. Em 2021, o setor teve aumento nas suas movimentações durante todo o ano, com destaque para o mês de agosto, em que a alta nas vendas foi de 21,3%, segundo o balanço da Associação Comercial de São Paulo.

Esse crescimento também mostrou uma mudança na rotina das pessoas devido à pandemia. Até o ano de 2019, a 25 de março – um dos maiores pontos de vendas da cidade – chegava a receber 1,2 milhão de consumidores por dia no período natalino. Em 2021, esse número caiu para 200 mil, em média, segundo a Univinco. A grande maioria passou a fazer suas compras de forma online (e-commerce).

O perfil desses consumidores mudou e as lojas, marcas, comércios e empresas tiveram que se adaptar à nova realidade. A alta demanda de entregas é algo que se tornou realidade na vida dos varejistas e lojistas da cidade de São Paulo.

O especialista Fernando Sartori, founder da Uello – logtech que realiza mais de 7 mil entregas por dia para mais de 150 clientes – explica que esse novo perfil exige um bom relacionamento entre as lojas e os consumidores, desde o processo de pesquisa até a entrega do produto, que deve ser feita de maneira rápida, precisa e com boa qualidade, aumentando assim o índice de satisfação dos clientes.

“É essencial planejar a logística. Qualidade da entrega, atendimento rápido e bom serviço pós-vendas são aspectos que promovem uma boa experiência de compra. Consumidores que conseguem ter informação e acompanhar em tempo real o percurso das entregas, costumam ter uma boa impressão do e-commerce que utilizam e avaliam bem o serviço, eventualmente recomendando a loja a outras pessoas”.

link original

TALVEZ POSSA TE INTERESSAR:

SE INSCREVA EM NOSSA NEWSLETTER