5 ESTRATÉGIAS DE LOGÍSTICA PARA O DIA DO CONSUMIDOR

pessoa entregando mercadoria para o consumidor

 

Fonte: Revista Economia S/A

O planejamento é essencial para atender a demanda adicional do período, com o objetivo de alcançar bons resultados de vendas e fidelização.

O Dia do Consumidor é uma das principais datas para o varejo no primeiro trimestre do ano. O faturamento com vendas online nesse período em 2021 foi de R$ 6,3 bilhões, 85% a mais do que o registrado em 2020, segundo pesquisa da Social Miner com a Lett. Com grande demanda do público, que aproveita os descontos e promoções, lojistas e marcas precisam de um bom planejamento para adaptar a logística e estratégias, focando na data.

Para poder começar a se planejar, é preciso alinhar a área de logística com a de marketing para a definição de medidas que supram todas as lacunas do período, da estratégia inicial à logística de entrega, troca e devolução. O ideal é que inicie reuniões internas de planejamento com, no mínimo, um mês de antecedência”, explica o especialista Fernando Sartori, founder da Uello – logtech que realiza cerca de 10 mil entregas por dia para mais de 150 clientes, entre eles MMartan, Petz, Polishop, Dengo, Etna e Souza Cruz.

Para ajudar lojistas e varejistas, Sartori traz cinco estratégias de logística fundamentais para atender a alta demanda do Dia do Consumidor e as estratégias do negócio.

Planejamento com parceiros e fornecedores

Nas reuniões, que devem ser feitas anteriormente à data, é possível avaliar as condições de performance e atendimento de cada um e checar se os parceiros e fornecedores estão aptos a absorverem a demanda adicional do período.

Modelos operacionais alternativos

Fazer hora extra para processar mais pedidos do período em questão, ou combinar a expedição e coleta dos transportadores aos finais de semana, são exemplos de iniciativas eficazes em períodos de alta demanda.

Além disso, através do trabalho em conjunto entre os times de marketing e de logística, é possível criar ações para potencializar as vendas utilizando iniciativas de operações mais expressas ou diferenciadas.

Ter planos de contingência

É fundamental ter opções adicionais de parceiros e transportadores para reorientar a operação, caso haja problemas com os parceiros usuais.

Estar preparado para a logística reversa

Os lojistas devem estar preparados para a logística reversa após o período de compras. Um aumento absoluto do número de desistências, devoluções e trocas é costumeiramente esperado em datas sazonais.

Importante que esta modalidade seja encarada como alavanca para promoção de experiência superior e fidelização de clientes – e não puramente como custo, ou ainda pior, como obrigação legal.

Medir a satisfação dos clientes

O especialista revela que “reunir os feedbacks e compartilhar os resultados com a equipe de marketing e a área de negócios após o Dia do Consumidor é importante para direcionar as estratégias para o e-commerce”.

É importante lembrar também que a logística exerce um papel fundamental na fidelização de clientes. Por isso, através dos feedbacks dos consumidores é possível identificar o que deu certo ou errado, e assim poder se preparar melhor para as datas que estão por vir.

 

link original

TALVEZ POSSA TE INTERESSAR:

SE INSCREVA EM NOSSA NEWSLETTER